Quem Sou

Após percorrer muitos caminhos de acertos e erros, decidi escrever sobre minhas experiências, compartilhar aprendizados na esperança que, de alguma forma, eu possa contribuir para o crescimento de muitas mulheres. 

Tive minha filha muito jovem, despreparada para ser mãe, para a vida e consequentemente para uma carreira, tive que aprender muita coisa na raça. Andei e recuei muitas vezes, mas cada vez que eu lembrava do sentimento que eu tinha quando criança enquanto brincava de escritório, eu ganhava mais força e não olhava pra trás. Eu me imaginava conquistando o mundo!

Me lembro de começar a me interessar por investimentos e lia tudo que aparecia na minha frente, na época trabalhava no aeroporto, mas já sabia que não ficaria por muito mais tempo. Uma amiga trabalhava no Credit Suisse Hedging Griffo e eu implorei para ela levar meu cv e depois disso fiquei no pé dela por meses para conseguir uma entrevista (ela teve paciência), até que um dia me chamaram para uma vaga, mas era para a recepção, o que foi problema zero, pois o mais importante estava prestes à acontecer: minha iniciação ao mercado financeiro! Fiquei um ano na função (período exigido), mas depois de cumpri-la já comecei a pesquisar por vagas internas e encontrei duas que me interessaram: Instituto Hedging-Griffo e a área Institucional da Asset do CSHG. Eu não passei no processo do Instituto e já logo pensei: não vou passar para a vaga da Asset, mas era a única chance que eu tinha naquele momento então me agarrei à ela. Comecei estudar para tirar o certificado da Anbima exigido para se trabalhar com investimentos, mesmo sem saber se eu iria passar, lia tudo sobre investimentos e sobre o Gestor de fundos do CSHG, Luis Sthulberger e segui com o processo. Depois de uns 2 meses recebi a resposta que mudaria a minha vida: eu era a mais nova funcionária da área Institucional da Asset do CSHG, do time do Luis Stulberger. Meoo Deoooos!! Depois disso fiz MBA de finanças na FGV e trilhei 4 anos de puro aprendizado.

Nesse ponto da vida, eu já havia abraçado meu caminho na área de Investimentos, então resolvi abrir ainda mais meus horizontes na Sulamérica Investimentos aonde trabalhei por 6 anos. Um grande aprendizado também, muitos acontecimentos na vida pessoal, falecimento do meu pai, término de um noivado e uma crise histórica no Brasil… wow… Eu evoluí como pessoa e à partir desse ponto que as terapias quânticas apareceram na minha vida, mas como profissional eu tinha minhas dúvidas e estava no meio de uma crise de propósito, mas quem pode ter crise de propósito criando uma filha sozinha, aonde estava meu juízo? Acredito que muitas pessoas passam pelo mesmo dilema e infelizmente alguns escolhem nunca mudar por medo do peso da responsabilidade.

Eu decidi mudar, eu preciso acreditar no que faço para fazê-lo bem, então não via muita escolha pra mim…

Eu passei a gostar muito de tecnologia e nas facilidades que ela traz, no quanto a vida das pessoas é impactada positivamente com a inovação, com a melhoria constante nas soluções, comunicação e na mudança a experiência do usuário nessa nova era da informação. Ao mesmo tempo percebia o comportamento dos brasileiros em relação ao dinheiro e principalmente investimentos, não fomos educados para sermos prósperos e sabia que isso precisava mudar em grande escala. Foi à partir daí que mirei em dois targets: 1 meu blog, um lugar para compartilhar tudo que aprendi, poder ser criativa e ter a sensação de ajudar as pessoas e 2 trabalhar numa Startup de Investimentos e assim poder unir o que sempre quis fazer: investimentos e inovação.

Bom, após muitas palestras, cursos e networking eu hoje trabalho na Magnetis, uma fintech de investimentos e bom… vc está lendo meu blog rs.